Dia 22 – quarta-feira 13/04/2011

Imagem da manopla toda suja de sangue
Manopla suja de sangue

Meta: percorrer 20km em até 1 hora
Realizado: ± 14km em não sei quanto tempo
Resumo: Depois de um sábado de pedal excelente e uma terça-feira onde superei à média horária que eu tinha estimado de 23km/h, o 22° dia de treino foi trágico para mim.
Sai para pedalar como de costume 5h da manhã, lá pelas 5:35AM resolvi voltar para casa para não me atrasar, pois tinha um compromisso no trabalho logo as 9:00AM. Na pressa de voltar para casa ao invés de tomar a rota de sempre aonde vou pela ciclovia um pedaço do trajeto e depois enfrento ruas quase sem trânsito, voltei pelo trânsito normal. Lá pelo 13km pedalado um ônibus passou ao meu lado, tirando o espaço que eu tinha entre os carros e o meio fio da calçada e eu passei sobre um calombo no asfalto e bati no meio fio, caindo na calçada quando pedalava a mais de 33km/h.
O resultado da queda foram duas áreas esfoladas no braço direito, joelho direito ralado, joelho esquerdo roxo e, o pior, um corte muito profundo na mão esquerda onde levei mais de 10 pontos (cinco deles internos).
O ônibus, claro, – como dizem os cariocas – “meteu o pé” e me deixou lá estendido na calçada. Por sua vez um ciclista que eu tinha ultrapassado metros antes passou por mim e também e nem bola deu e os transeuntes a mesma coisa. Somente um homem veio ver meu estado e me ajudou tirando minha bike do meio da rua.
Com a mão cortada ainda pedalei mais 1km até chegar em casa para depois ir para o hospital ser suturado.
Foram 12 dias sem trabalhar, 4 de dores terríveis mesmo tomando analgésicos e agora uma volta ao trabalho ainda com o ferimento cicatrizado (os pontos externos não solucionaram o problema, pois perdi o tecido no local gerando um déficit de tecido, uma faixa de 2cm x 5mm, e está difícil de fechar o corte) .

Como todo acidente nunca ocorre somente por um único motivo, o que me levou a cair foi:

  1. Sai da rota em que sempre pedalo por pressa, e a pressa não leva a nada;
  2. O ônibuzero (quando é um bom profissional chamo de motorista, quando é um bom motorista de táxi de taxista… quando são péssimos profissionais eu chamo de ônibuzero e taxero) me fechou;
  3. O asfalto ali é um lixo;
  4. O manete da minha bike quando estou com a mão suada vira um sabão, e eu estava sem luvas;
  5. Minha bike estava sem os bar-ends e eu ando com as mãos na ponta do guidão como se segurasse num bar-end, pois fica mais confortável para mim suportar as dores na palma da mão fruto da tendinite que tenho. A porrada da roda direita no calombo do asfalto fez eu soltar o guidão do lado esquerdo;
  6. Meu freio traseiro, mão direita, está muito ruim e não frearia a bike rápido agindo sem o freio da frente, mão esquerda – que soltou o guidão na batida contra o calombo no asfalto, junto;
  7. Eu estava sem luvas, como já falei;
  8. Eu estava usando apenas uma blusa de manga curta, por isso os “ralados” no braço se concentraram abaixo da manga da camisa. Se eu estivesse de manga comprida não teria me ralado tanto eu creio.

Enfim, vivendo e aprendendo. Agora é aguardar minha mão “fechar”, dar uma lavada em todo sangue que está na bike, ver o que houve de avarias na bike, providenciar a luva, a camisa de manga comprida e voltar a pedalar aos poucos. Desistir já mais!

Por hora é isso galera.

Anúncios

Sobre jeanjmichel

Analista de sistemas, casado, pai de gêmeas, ciclista amador, professor Padal nas horas vagas e viciado em tecnologia ;)
Esse post foi publicado em acidente, treinos. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Dia 22 – quarta-feira 13/04/2011

  1. Obrigado pelo comentáro lá no meu blog (http://romuloxavier.blogspot.com)
    Mande mais notícias sobre como estão sua recuperação e suas pedaladas.
    Abraços

  2. Olá, me permite alguns comentários sobre sua queda?

    Com relação a manopla ser um sabão, isso não é normal, mudar a manopla resolve esse caso e custaria cerca de 30 reais [dependendo da manopla]. Segurança e ergonomia são interessantes… eu estou “procurando” um guidão diferente do que você usa/pretende …
    Ao invés do Guidão com bar-end … estou procurando um guidão chamado de Butterfly
    Fotos: http://www.flickr.com/photos/30923969@N02/2907942322/in/photostream/
    e
    "Butterfly" handlebar & mirror 2

    Deve ajudar no seu caso de Tendinite …. e não escapa das mãos com o suor ..

    Regular o freio é uma necessidade sempre … falo isso porque meu freio não funciona e estou pedalando assim mesmo … da mesma forma que andar muito colado no meio fio dá segurança em excesso para os Mautoristas tirarem finos desnecessários em nós … infelizmente estamos em risco desses incidentes causados pela falta de respeito dos outros. =/

    Melhoras !

    Meu relato:
    http://vocevaisobreviver.blogspot.com/2011/07/o-capacete-salva-vidas.html

  3. Marcello O. Franco disse:

    Meu amigo… sou medico de empresa de transporte de passageiros. Infelizmente não há muita diferença entre o cerebro de um gatinho e dos motoristas de onibus. Sinceramente, acho muito arriscado andar de bicicleta em vias que passam onibus. Gosto muito de bicicleta, mas confesso que tenho medo. Só ando em ruas mais calmas, em calçadas , na contramão . Sempre penso que os motorista não vão me ver, ou então vão dar.-me uma fechada, ou qq coisa assim…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s