Final de semana para esquecer

Eita finalzinho de semana bem improdutivo no quesito ciclismo.
De sexta-feira para sábado uma falta de energia elétrica me deixou acordado das 0h as 2:30AM, como eu pretendia sair as 7h para pedalar… já era, acordei ferrado de seno e ainda tinha que consertar o vidro do meu carro, fazer compras, etc… dia cheio, sem pedalar. Ponto.

Domingão a expectativa era a mesma, sair 7h da matina para bater um percurso de 50km Dutra a baixo. E eis que chove!!! Takiupariu. Acordei, fui cuidar da minha cadela e depois que o tempo deu uma firmada sai de casa para pedalar. Umas 11h da manhã já.

As únicas coisas boas que o pedal me rendeu foram um bom sprint na Dutra durante a minha volta para casa, e que conheci dois ciclistas de uma turma que se reúne para pedalar num ponto mais a cima da rua em que eu moro. Quem sabe no futuro quando eu estiver com a minha speed eu não dou umas pedaladas com essa massa.

Bem, “historiemu a cosa”, saí de casa e fui calibrar os pneus, aí já começou a primeira encrenca. Não sei que raios essas malditas câmaras Kenda tem, que nenhum posto eu consigo as calibrar, pois a válvula não tranca. Tu encostas o bocal da mangueira do calibrador na válvula e ela começa a soprar o ar de dentro para fora do pneu e não o enche uma libra se quer. Mas eu consegui. Como o compressor do calibrador era muito forte, o ar mais entrava do que saia do pneu. Assim consegui calibrar os dois.

Depois dessa feita, cai na estrada, e comecei a me sentir mal. Sentia dores no abdominal obliquo (porção inferior). Com isso minha pedalada não rendia, estava me arrastando na pista a 20km/h. Então decidi voltar.

Na volta para casa eu estava me arrastando pela pista lateral quando vi passar um ciclista de MTB pedalando forte no acostamento da pista principal… sai a caça, queria ver em que ritmo o cara estava para ter um parâmetro entre o meu nível e um nível (de MTB, veja bem) que considero bom. Larguei num “sprint” atrás do carcamano, e pedalando a 40km/h levei 1min12seg pra chegar nele. Depois foram alguns quilômetros no ritmo dele (35~37km/h). Então na subida do SENAC ele se distanciou, eu senti o abdômen doer quando forcei para não perder velocidade na subida que a pista tem ali (uma ponte).

Quando cheguei em casa vi dois ciclistas trocando o pneu de uma speed a poucos metros da minha casa, fui até lá saber se precisavam de algo. Um deles tinha passado mal durante o treino deles e seu colega me pediu para levá-lo até o ponto de encontro da turma deles, também a poucos metros da minha casa. Esse ciclista me falou que a galera ali pedala todos os sábados, etc. de speed. Quem sabe quando eu comprar minha speed não tento os acompanhar num rolé?

Bem, o resumo do, triste, rolé que tinha a meta de 50km é esse:

Distância: 19,81km
Tempo: 57min29seg
Vel. Max.: 40km/h
Vel. Med.: 20,60km/h
Tipo: Estrada
Odômetro: 855km
Clima: Chuvoso, 30°C vento contra moderado

Anúncios

Sobre jeanjmichel

Analista de sistemas, casado, pai de gêmeas, ciclista amador, professor Padal nas horas vagas e viciado em tecnologia ;)
Esse post foi publicado em treinos, Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s